Make your own free website on Tripod.com


Anabolizantes:    A maioria das drogas anabolizantes utilizadas por atletas e mesmo por praticantes menos ambiciosos de atividades esportivas em geral, não são compradas em farmácias.

Em nosso país são poucos os medicamentos anabolizantes disponíveis comercialmente, e geralmente são formas de testosterona (hormônio sexual masculino) não modificada, mais destinadas à reposição hormonal nos casos de hipogonadismo (diminuição da produção normal de hormônios sexuais).

As drogas anabolizantes mais procuradas nos meios esportivos para aumentar o volume dos músculos são as obtidas por modificações na molécula da testosterona, com o objetivo de preservar os efeitos anabolizantes (aumento da massa muscular) e reduzir os efeitos androgênicos (aumento dos pelos, voz grossa e outros). Embora muitas dessas drogas possam ser obtidas legalmente em farmácias de manipulação, mediante receita médica, a maioria costuma ser conseguida ilegalmente do ponto de vista comercial, ou seja, contrabandeadas.

Não existe ilegalidade na receita e no uso de drogas anabolizantes em geral, visto que essas drogas somente são proibidas pela legislação do "anti-doping" esportivo e portanto de uso ilegal apenas para atletas de competição. No entanto, as drogas mais prestigiadas por atletas não são as que estão disponíveis comercialmente. Essa situação é estimulada pelos traficantes, pessoas que obtém maiores lucros quando trabalham com produtos difíceis de serem encontrados e que freqüentemente são falsificados.

As drogas falsificadas não produzem os efeitos pretendidos e, o que é muito pior, são produzidas sem controle de higiene. Para aumentar o número de usuários, as pessoas que comercializam ilegalmente as drogas anabolizantes freqüentemente argumentam com seus clientes que "sabendo usar, não faz mal".

Na maioria das vezes os traficantes já vendem instruções de uso com os seus produtos, prometendo aumentar a eficiência e diminuir os efeitos colaterais. Invariavelmente essas orientações são especulativas, elaboradas a partir do estudo das bulas dos medicamentos, ou copiadas de algumas publicações "under-ground" internacionais.

Freqüentemente são orientados os "ciclos" com o uso de várias drogas simultaneamente, algumas com doses crescentes e outras decrescentes, mas sempre doses altas; alguns produtos são utilizados no início e outros no fim do ciclo; algumas drogas são orientadas para evitar problemas das drogas principais, entre outras condutas não apoiadas em evidências e sem o mínimo de bom-senso. Muitos usuários desconfiam dessas condutas mirabolantes e então entra em cena a figura do médico.

conheça os nossos ciclos!!!